• denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • lgpd
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
    • carrossel-vigilantes-azul
    • mptnaescola223
    • Trabalho escravo
    • Prancheta 34-100
    • Mediação: pagamento de repasses de outubro a empresas de vigilância será publicado no Diário Oficial, segundo Sesau
    • Ministério Público do Trabalho convida Municípios de Alagoas para participarem do Prêmio MPT na Escola 2023
    • Em 26 anos, quase 850 trabalhadores foram resgatados de condições análogas à escravidão em Alagoas
    • Atraso de salários: MPT agenda nova audiência com o Hospital Veredas para 2 de fevereiro

    Mediação: pagamento de repasses de outubro a empresas de vigilância será publicado no Diário Oficial, segundo Sesau

    Mesmo com o anúncio de pagamento, procurador-chefe do MPT deverá solicitar reunião com o secretário da pasta para buscar a definição de um calendário que garanta o pagamento das demais faturas em atraso - referentes a novembro e dezembro

    Maceió/AL – Durante audiência de mediação conduzida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), na última quarta-feira (1), a Secretaria de Saúde do Estado (Sesau) afirmou que deverá ser publicado no Diário Oficial o pagamento de faturas de outubro de 2022 referentes aos serviços de terceirização prestados por empregados das empresas Tigre Vigilância e Vital Segurança. As empresas aguardam o repasse de recursos da Sesau, referentes aos meses de outubro, novembro e dezembro, para pagar os salários e 13º salário a cerca de 450 vigilantes.

    Imprimir

    Ministério Público do Trabalho convida Municípios de Alagoas para participarem do Prêmio MPT na Escola 2023

    Premiação integra Projeto Resgate a Infância; estudantes da rede pública de ensino podem inscrever contos, poesias, músicas e desenhos sobre trabalho infantil e profissionalização do adolescente

    Maceió/AL – O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas convida os Municípios do estado para participarem da edição do Prêmio MPT na Esocla de 2023. O concurso valoriza produções artísticas de estudantes da rede pública de ensino sobre temas relacionados ao enfrentamento do trabalho infantil e profissionalização do adolescente. A premiação integra o Projeto Resgate a Infância, que também oferece iniciativas estratégicas nas áreas de aprendizagem profissional e políticas públicas. 

    Imprimir

    Em 26 anos, quase 850 trabalhadores foram resgatados de condições análogas à escravidão em Alagoas

    Apenas no ano passado, em todo o país, grupos móveis de fiscalização resgataram 2.575 trabalhadores de condições análogas à escravidão; procurador ressaltou que é necessário adotar não apenas medidas repressivas contra a problemática, mas buscar uma atuação preventiva que permita ao trabalhador o acesso a direitos sociais e a outras garantias

    Maceió/AL e Brasília/DF – Um levantamento divulgado pelo Ministério Público do Trabalho, na última quarta-feira (25), mostrou que os grupos móveis de fiscalização de trabalho escravo resgataram 2.575 trabalhadores de condições análogas à escravidão em 2022, durante 432 operações realizadas em todo o Brasil. Alagoas não registrou casos de resgate de trabalho escravo no ano passado, mas, em 26 anos – de 1995 a 2021 -, 846 trabalhadores já foram resgatados de situações de escravidão contemporânea no estado.

    Imprimir

    Atraso de salários: MPT agenda nova audiência com o Hospital Veredas para 2 de fevereiro

    Em audiência realizada na manhã desta quarta-feira, 25, coordenador do Departamento de Pessoal do hospital adiantou que parte dos salários de novembro e dezembro começaram a ser pagos

    Maceió/AL – O Ministério Público do Trabalho (MPT) agendou, para o dia 2 de fevereiro, às 10h, uma nova audiência de mediação para buscar uma solução que possibilite o pagamento de salários em atraso a empregados do Hospital Veredas. De acordo com informações apuradas pelo MPT, os trabalhadores estariam sem receber os salários de novembro e dezembro do ano passado e não teriam recebido, até o momento, o 13º salário.

    Imprimir

    MPT instaura mediação para tentar solucionar atraso de salários em empresas de vigilância

    Representantes da Tigre Vigilância e da Vital Segurança informaram que estão com dificuldade de pagar salários em dia a cerca de 450 empregados que prestam serviço à Secretaria Estadual de Saúde; nova audiência acontece nesta quarta-feira (25)

    Maceió/AL - O Ministério Público do Trabalho (MPT) instaurou procedimento de mediação, na segunda quinzena de janeiro, para tentar solucionar o atraso de salários e 13º salário de cerca de 450 empregados das empresas Tigre Vigilância e Vital Segurança que prestam serviço de terceirização à Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). As empresas alegaram que estão com dificuldade de pagar os salários dos empregados em dia porque a Sesau estaria atrasando o repasse de recursos referentes aos serviços de vigilância.

    Imprimir

    • banner pcdlegal
    • banner abnt
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner transparencia
    • banner radio
    • banner videos
    • banner podcast
    • banner trabalholegal
    • Portal de Direitos Coletivos