• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
    • CORONAO 01
    • carrossel-servicos-online
    • MPT-reuniao-sind-bancarios
    • MPT-alagoas-oficial
    • rosemeire-lobo-coletiva-mpt-braskem 3
    • MPT e Sindicato dos Bancários discutem situação de trabalhadores durante o atendimento presencial nas agências
    • MPT e Justiça do Trabalho destinam mais R$ 1 milhão para ações de combate ao novo coronavírus em Alagoas
    • MPT e Justiça do Trabalho revertem R$ 7 milhões de acordo judicial com mineradora para combate ao Covid-19 em Alagoa

    MPT e Sindicato dos Bancários discutem situação de trabalhadores durante o atendimento presencial nas agências

    Em reunião com o procurador-chefe Rafael Gazzaneo, representantes da categoria demostraram preocupação com aglomeração, cumprimento de metas e outros assuntos, durante a pandemia do Covid-19

    Maceió/AL – O Sindicato dos Bancários de Alagoas solicitou ao Ministério Público do Trabalho (MPT), na última terça-feira, 31, a colaboração da instituição trabalhista na busca da proteção da saúde dos trabalhadores que laboram nas agências bancárias do estado, diante da pandemia do novo coronavírus. Durante reunião com o procurador-chefe do MPT, Rafael Gazzaneo, representantes do sindicato entregaram um documento com o relato das principais dificuldades enfrentadas.

    Imprimir

    MPT e Justiça do Trabalho destinam mais R$ 1 milhão para ações de combate ao novo coronavírus em Alagoas

    Hospital Universitário recebeu cerca de R$ 959 mil para a compra de EPIs; já o Instituto Mandaver utilizará R$ 40 mil para a distribuição de cestas básicas para a comunidade vulnerável da orla lagunar

    Maceió/AL – O Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Justiça do Trabalho continuam realizando a destinação de recursos para ações de prevenção e combate ao novo coronavírus (Covid-19) em Alagoas. Desta vez, a juíza da 9ª Vara do Trabalho de Maceió, Alda Barros, liberou, a pedido do Ministério Público do Trabalho, cerca de R$ 1 milhão oriundos de uma ação civil pública ajuizada pelo MPT em face da TIM Nordeste.

    Imprimir

    MPT e Justiça do Trabalho revertem R$ 7 milhões de acordo judicial com mineradora para combate ao Covid-19 em Alagoas

    Dinheiro também servirá para ações da Defesa Civil do Município de Maceió em benefício de população de bairros prejudicados pela extração da sal-gema

    Maceió/AL - Após manifestação do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas, a 7ª Vara do Trabalho de Maceió liberou, neste domingo (29), sete milhões de reais para iniciativas que vão contribuir com o enfrentamento da pandemia do coronavírus SARS-CoV-2, responsável pela doença respiratória Covid-19, no estado. O dinheiro faz parte do acordo judicial que o MPT firmou com a mineradora Braskem S.A. em fevereiro. 

    Imprimir

    Denúncias trabalhistas relacionadas ao coronavírus em Alagoas chegam a 65

    Levantamento feito pelo MPT mostra que há casos de aglomeração, trabalhadores sendo proibidos de utilizar máscaras, exposição de empregados do grupo de risco, dentre outras irregularidades

    Maceió/AL – O Ministério Público do Trabalho (MPT) já recebeu, até a manhã desta sexta-feira, 27, o total de 65 denúncias de irregularidades trabalhistas em Alagoas decorrentes da pandemia do coronavírus (Covid-19). O levantamento realizado pela instituição mostra que os casos foram recebidos no período de apenas 10 dias.

    Imprimir

    Coronavírus: MPT e sindicatos de saúde discutem soluções diante da falta de EPIs no setor público

    Procurador-chefe Rafael Gazzaneo recomendou que profissionais reúnam a maior quantidade de provas para que denúncia possa ser protocolada

    Maceió/AL - O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas realizou mais uma audiência em caráter excepcional, nesta quinta-feira, 26, desta vez para discutir soluções diante da falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) no setor público de saúde. Representantes dos sindicatos dos médicos, dos odontologistas e de enfermeiros apresentaram o pleito ao procurador-chefe Rafael Gazzaneo.

    Imprimir

    • banner pcdlegal
    • banner abnt
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner transparencia
    • banner radio
    • banner videos
    • banner podcast
    • banner trabalholegal
    • Portal de Direitos Coletivos