• Informe-se
  • Notícias do MPT/AL
  • MPT e MPE se unem ao Senac Alagoas para oferta de curso de vendas a jovens em conflito com a lei

MPT e MPE se unem ao Senac Alagoas para oferta de curso de vendas a jovens em conflito com a lei

Iniciativa contou com apoio da 1ª Vara da Infância e da Juventude da Capital e da Secretaria de Prevenção à Violência, por meio da Superintendência de Medidas Socioeducativas, e reconhecimento de instituições públicas e da sociedade civil organizada

Maceió/AL – Após visitarem as unidades de internação de Maceió e ouvirem adolescentes e jovens adultos que cumprem medidas socioeducativas, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE), em parceria com o Senac Alagoas, promoveram, no dia 5 de dezembro, a aula inaugural do curso de Promotor de Vendas. A iniciativa beneficiará 15 adolescentes da Unidade de Internação Feminina, que ganharão a oportunidade de se reintegrarem à sociedade, habilitadas para exercerem uma profissão. 

Uma das principais entusiastas da recuperação social dos jovens em conflito com a lei, a procuradora do Trabalho Virgínia Ferreira esteve presente na apresentação da atividade formativa para as internas. “É imprescindível a realização do trabalho de ressocialização dessas jovens, dando-lhes oportunidade de, após cumprirem a medida socioeducativa, poderem ter um novo caminho a seguir, longe da marginalidade, uma vida normal, com perspectivas positivas. Os cursos do Senac são reconhecidos por excelência e por isso abrem portas. O próximo passo será buscar levar a aprendizagem profissional a esses jovens. Para isso, estamos tentando sensibilizar os empresários do estado acerca da necessidade de se dar oportunidade a todos. A cada jovem, caberá abraçar esse novo futuro”, disse.

A promotora de Justiça Marília Cerqueira acompanha a situação dos jovens que cumprem medidas socioeducativas todas as semanas, num trabalho orgânico e contínuo com os internos. Por meio da iniciativa conjunta neste projeto junto com o Ministério Público do Trabalho, ela marcou presença no evento, reforçando a importância do curso na vida das garotas. “A noite é delas. É uma nova porta que se abre na vida de cada uma e a sociedade tem muito a ganhar com isso, por isso fico muito feliz com esse projeto”, falou a representante do MPE.

A oferta do curso foi referendada pelo Juízo da 1º Vara da Infância e Juventude da Capital, que tem como juiz em exercício Bruno Acioly. “Acredito no potencial de todas que estão aqui. Hoje a sociedade cumpre o seu papel de ressocializar ao dar uma nova oportunidade a elas”, expôs o magistrado para o público presente.

As palavras de abertura da aula inaugural foram de responsabilidade do diretor de Educação Profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio em Alagoas, Marco Antônio Santos. “Esse é um momento de muita importância porque mostra a beleza da missão do Senac, que é a transformação de vida por meio da Educação Profissional”, destacou.

Após a solenidade de boas-vindas às alunas, a aula inaugural foi encerrada pelo presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Gilton Lima. “Todos nós passamos por dificuldades, mas hoje se inicia uma nova oportunidade, então aproveitem essa chance e nunca desistam de lutar por seus sonhos”, concluiu ele.

Houve outras presenças marcantes no evento, como as dos representantes da Secretaria Estadual de Prevenção à Violência, da Superintendência de Medidas Socioeducativas, do Tribunal Regional do Trabalho de Alagoas, da Superintendência Regional do Trabalho, do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente e do Fórum Estadual de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador.

Qualificação socioeducativa

A iniciativa da qualificação deve beneficiar 342 adolescentes e jovens adultos em conflito com a lei das Unidades de Internação e de Semiliberdade Feminina e Masculina de Maceió. Além do curso de Promotor de Vendas, há a expectativa de oferta de formações nas áreas de Assistente de Recursos Humanos, Assistente de Logística e Operador de Supermercado – que integram o Programa Social de Gratuidade (PSG) do Senac Alagoas.

O Ministério Público do Trabalho e o Ministério Público Estadual já estão em fase de planejamento com vista às formalizações necessárias desta mesma parceria com outras instituições de aprendizagem profissional, tais como Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), Serviço Nacional de Aprendizagem na Indústria (SENAI) e o Serviço Nacional de Aprendizagem no Transporte (SENAT).

Com informações do Senac Alagoas

Imprimir