• Informe-se
  • Notícias do MPT/AL
  • MPT, SRTb e Senar convocam produtores rurais para audiência coletiva sobre aprendizagem profissional

MPT, SRTb e Senar convocam produtores rurais para audiência coletiva sobre aprendizagem profissional

Evento será realizado nesta quarta-feira (4) na sede do Senar Alagoas, em Maceió

Maceió/AL - Mais de 200 produtores rurais foram convocados para participar de uma audiência coletiva sobre aprendizagem profissional que será realizada nesta quarta-feira, 4, a partir das 9 horas, na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) Alagoas, em Maceió. O evento é uma realização do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Superintendência Regional do Trabalho (SRTb/AL), em parceria com o Senar. 

O objetivo da audiência é apresentar aos produtores os benefícios da aprendizagem profissional e divulgar as turmas de capacitação que serão ofertadas em alguns municípios estratégicos a partir de 2020. As cidades serão definidas de acordo com as microrregiões onde há maior número de propriedades que precisam contratar jovens aprendizes. A expectativa é de que as aulas comecem no próximo mês de fevereiro.

“O Ministério Público do Trabalho, a Fiscalização do Trabalho e o Senar estão juntos para melhorar a qualidade da mão de obra nas áreas rurais e dar oportunidade aos nossos jovens, visando, especialmente, a manutenção dessa mão de obra no campo. A população rural está envelhecendo, a atividade rural não tem sido atrativa para os jovens e nós precisamos despertar o interesse para eles se prepararem para permanecer no campo, produzindo cada vez mais”, comenta a procuradora do MPT em Alagoas, Virgínia Ferreira.

“O Senar é o grande parceiro na divulgação e na qualificação profissional da mão de obra rural em Alagoas. A nossa expectativa é fechar cinco turmas de aprendizagem para atender cerca de cem aprendizes, meninos e meninas que passarão a integrar a mão de obra de forma qualificada, protegida, e contribuirão para o aumento da produtividade nas propriedades rurais”, afirma o auditor fiscal do Trabalho Leandro Carvalho.

De acordo com a legislação, toda propriedade com, no mínimo, sete funcionários precisa oferecer entre 5% e 15% das vagas para jovens em formação. “O objetivo do Senar também é ajudar os produtores a atenderem à esta exigência legal. Além de contribuir com o desenvolvimento do segmento rural, a aprendizagem é uma forma de auxiliar o jovem a dar os primeiros passos num mercado de trabalho cada vez mais exigente”, observa o superintendente do Senar em Alagoas, Fernando Dória.

Com informações da Ascom/SENAR

 

Imprimir